Foto: Vito Technology

Semana conta com a Lua Cheia do Milho

Da Redação

Depois de reunir-se com dois gigantes gasosos, Júpiter e Saturno, em 29 de agosto de 2020, a Lua vai alcançar sua fase cheia nesta quarta-feira (2). Também chamada de “Lua Cheia do Milho”, adornará o céu brilhando entre as estrelas da constelação de Aquário. Observadores de astros no mundo inteiro verão o disco lunar brilhante na parte oriental do céu ao anoitecer. No Hemisfério Norte, a Lua cheia de setembro será a última a enfeitar o céu neste verão astronômico – o período entre o solstício de verão e o equinócio de outono. Para o Hemisfério Sul, é o inverno astronômico.

Por que é chamada de Lua Cheia do Milho?

Tradicionalmente, a Lua cheia que ocorre mais perto do equinócio de outono é chamada de Lua da Colheita e marca o início do outono no Hemisfério Norte. Normalmente é em setembro que a vemos, mas, este ano, vamos ver a Lua da Colheita brilhando no céu em outubro. Assim, a Lua de setembro leva o nome de Lua do Milho, pois, em 2020, não é ela que cai mais perto do equinócio de outono. Esse nome está associado à época da colheita de milho na América do Norte. Outro nome da Lua cheia que ocorre em setembro é Lua da Cevada, que também está relacionado com as colheitas desse mês.

A Lua se reúne com Marte e Urano esta semana

De acordo com o astrônomo Chris Vaughan, a partir da noite de quarta-feira, a Lua vai nascer cada vez mais tarde e começar a minguar. Toda noite, ela se deslocará para leste através das constelações de Peixes e da Baleia. No sábado, 5 de setembro de 2020, observadores terão a oportunidade de ver a Lua minguante convexa brilhando perto de Marte. Você pode observar a dupla astronômica através de binóculos ou de um telescópio em baixa ampliação.

No domingo, 6 de setembro de 2020, a Lua estará posicionada ao lado de Urano azul-esverdeado. Esse planeta de magnitude 5,71 normalmente é visível através de binóculos e telescópios amadores. Porém, a Lua brilhante estará brilhante demais para caçar planetas pouco iluminados. Observe as posições das estrelas na Baleia (abaixo da Lua) e em Áries (acima de Urano) e use-as para encontrar Urano numa noite em que a Lua não esteja por perto.

Fonte: Starwalk


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Tags:

Deixe um comentário