Foto: Davi Valle

Primeira-dama idealiza programa de atendimento psicoterápico

Da Redação

Cerca de 200 servidores da Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano outros 7 mil das três esferas de acolhimento da rede SUS serão beneficiados com o programa “Cuidando de Quem Cuida da Gente”. Inédito em Mato Grosso, o programa de atendimento psicoterápico aos profissionais na linha de frente ao combate do novo Coronavírus, foi idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro.

“Vamos cuidar dos nossos profissionais da saúde e da assistência social que estão na linha de frente do combate a COVID-19. Estamos direcionando o nosso olhar de carinho para todos neste momento de pandemia e não poderíamos deixar de cuidar dos que lutam diariamente para nos proteger do avanço da pandemia, dos que salvam vidas todos os dias. Sabemos que serão tempos difíceis e muitos desenvolverão sintomas de ansiedade e depressão em decorrência de vivenciar de perto tudo isso. Por isso é nosso dever proporcionar o máximo de bem-estar para aqueles que se sacrificam por todos neste momento, para que a gente possa enfrentar isso da melhor forma possível”, pontuou a primeira-dama de Cuiabá.

O objetivo é acolher os profissionais que, pelo trabalho intenso e enfrentamento à condições adversas, podem ter sintomas como ansiedade, depressão, irritabilidade, transtorno de estresse agudo e bournout, dentre outros que podem desencadear o Transtorno do Estresse Pós Traumático (TEPT).

Para realizar o acolhimento de forma satisfatória, a nova estratégia para cuidar do servidor será conduzida por profissionais das áreas de psiquiatria, psicologia, nutrição e educação física, ao longo de seis meses – subdivididos em quatro etapas.

De acordo com André Duailibi, psiquiatra e coordenador-responsável pelo programa, a primeira etapa será composta por plataformas de psicoeducação com vídeos de técnicas específicas para o controle do estresse e prevenção do Transtorno de Estresse Pós-Traumático, independentemente de o servidor público estar atuando ou não na linha de frente no combate do coronavírus.

A segunda fase, conforme relata o médico, consistirá no acompanhamento psicológico por 12 semanas – apenas para os profissionais da Saúde que estão na linha de frente no combate a COVID19. Nesta fase, será disponibilizado apoio e acompanhamento individual (virtual) com psicólogos especialistas em terapia cognitiva e em metodologia específica para gerenciamento do estresse e prevenção do estresse pós-traumático.

O Programa disponibilizará um pacote com até 4.800 sessões de terapia para acompanhamento psicoterápico individual. Para cada participante serão ofertadas em média 12 sessões de atendimento especializado com duração de 50 minutos.

“Àqueles em que se constatar necessidade, serão encaminhados para a avaliação com o médico psiquiatra objetivando acompanhamento e intervenção da crise”, explicou Dualibi salientando que a 3ª e 4ª etapa serão compostas por workshops presenciais em unidades de saúde para avaliar como os servidores estão após a pandemia.

Além dos servidores da Secretaria de Assistência Social, outros 7 mil pertencentes às três esferas de acolhimento da rede SUS poderão solicitar o atendimento do programa: Atenção Básica com 96 unidades, Secundária com cinco policlínicas e as três UPAs- Morada do Ouro, Pascoal Ramos e ainda Terciária onde estão o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), o antigo pronto-socorro de Cuiabá e o Hospital São Benedito serão contemplados com os cuidados ofertados por meio de palestras, workshops e ainda atendimentos psicológicos e psiquiátricos através de plataformas digitais – disponíveis no site oficial da Prefeitura de Cuiabá.

Fonte: Assessoria


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Deixe um comentário