Foto: Reprodução

Municípios reclamam da demora dos resultados de testes encaminhados ao Lacen-MT

Da Redação

A Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em ação conjunta com o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT), vem trabalhando desde o início da pandemia, auxiliando os gestores em várias demandas no enfrentamento à Covid-19. Entre as ações executadas nos municípios está o acompanhamento e o suporte aos gestores na realização de testes da população.

Os municípios estão executando uma série de atividades, além da testagem da população para a Covid-19. Embora os exames estejam sendo feitos, está havendo uma grande demora na liberação dos resultados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen-MT).

O presidente do Cosems-MT, Marco Antônio Norberto Felipe, disse que foram enviados questionários a todos os municípios para que as secretarias municipais de Saúde informassem a real quantidade de testes realizados e enviados ao Laboratório Central. Nesta quinta-feira (30), as informações dos questionários foram compiladas para levantar a quantidade de exames represados.

“São 11.831 testes que estão no Lacen há mais de 10 dias. Tem pessoas que já está deixando o período de quarentena e os resultados dos testes ainda não chegaram nos municípios”, lamentou Marco Antonio.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, disse que a demora na liberação dos exames pelo Lacen reflete diretamente no quadro sobre a pandemia. A falta dos resultados impacta na população e nos boletins apresentados diariamente pela Secretaria de Saúde do Estado, que informa os dados dos municípios.

“Os gestores estão fazendo a sua parte, realizando a testagem lá na ponta, com a população. A situação é preocupante, pois implica na vida de muitas pessoas que apresentaram os sintomas e aguardam os resultados dos testes. Isto reflete também nas estatísticas que apontam a classificação de risco dos municípios”, alertou.

Fonte: AMM


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Deixe um comentário