Foto: Tchélo Figueiredo/Secom-MT

Mato Grosso ultrapassa os 50.500 casos e 1.794 óbitos por Covid-19

Da Redação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (30), 50.538 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.794 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 42 mortes nas últimas 24 horas.

Foram registradas cerca de 1.684 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 50.538 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 18.284 estão em monitoramento e 30.460 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 301 internações em UTIs públicas e 316 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 86,34% para UTIs adulto e em 35,75% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (11.214), Várzea Grande (4.055) , Rondonópolis (3.208), Lucas do Rio Verde (2.812), Tangará da erra (2.077), Sorriso (1.930), Sinop (1.892), Primavera do Leste (1.755), Nova Mutum (1.417) e Pontes e Lacerda (933).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

O documento ainda aponta que um total de 46.722 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam cerca 3.237 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Classificação de Risco

Também foi divulgado o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 15) que apenas dois municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus: Sinop e São José dos Quatro Marcos.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus são: Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Sorriso, Várzea Grande, Cáceres, Primavera do Leste, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Mirassol D’Oeste, Jaciara, Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Nova Mutum, Tapurah, Paranatinga, Vera, Nova Canaã do Norte, Barra do Bugres, Nova Bandeirantes, Santo Antônio do Leste, Brasnorte, Nova Monte Verde e Araguainha.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT disponíveis neste link.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI.

Boletim 30/07/2020

Fonte: SES-MT


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Deixe um comentário