Foto: Christiano Antonucci

Mais 60 leitos de UTI são criados para casos de Coronavírus no interior de MT

Da Redação

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, anunciou a criação de mais 60 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atender casos de coronavírus no interior do Estado.

As UTIs serão abertas em Confresa, Água Boa, Peixoto de Azevedo, Tangará da Serra e Barra do Garças.

“Essas UTIs serão criadas em parceria com as prefeituras, dentro do nosso plano de ação para montar uma rede de leitos em todas as regiões de Mato Grosso”, afirmou o governador.

Mendes reforçou que, desde o início da pandemia, o Governo tem tomado todas as ações para ampliar os leitos SUS tanto na região da Grande Capital, quanto no interior.

Além dos 147 leitos no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, e 278 no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, também estão sendo ampliados dezenas de leitos nos hospitais regionais e, via parceria com prefeituras, nas unidades municipais, para atender pacientes com coronavírus.

Hoje, Mato Grosso conta com 1.217 leitos públicos exclusivos para a covid-19, com taxa de ocupação de 3,4% dos leitos clínicos e de 12,2% das UTIs.

“Essas UTIs representam um sonho para a nossa população. O Hospital de Peixoto de Azevedo atende principalmente os municípios de Guaranta, Matupá, Novo Mundo, Terra Nova e Peixoto”, destacou o prefeito de Peixoto de Azevedo, Maurício Ferreira.

Aquisição de sacos lacrados

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) realizou, com base no fato de que o saco lacrado é um material não perecível – isto é, não tem validade – e levando em consideração o Protocolo de Manuseio de Cadáveres, a compra de 10.900 unidades de sacos que poderão servir às 11 unidades hospitalares de Mato Grosso, às unidades referenciadas para o atendimento de pacientes com a Covid-19 e ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO), de forma a munir os profissionais da Saúde com os itens necessários à rotina hospitalar. Os valores dos contratos totalizam R$163.499,00.

De acordo com a área técnica de Vigilância Epidemiológica da SES, nos últimos 10 anos, Mato Grosso registrou uma média de 18 mil óbitos gerais por ano. Neste contexto, é importante frisar que os sacos lacrados são utilizados em outras circunstâncias e não apenas naquelas que tratam do coronavírus. Este item é útil em qualquer situação que envolva uma doença infectocontagiosa.

Fonte: Assessoria


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Deixe um comentário