Foto: Marcus Mesquita

Emanuel Pinheiro contabiliza respaldo do Fórum Sindical

Da Redação

Em ato realizado em Cuiabá, na manhã de hoje (19), representantes do Fórum Sindical selaram apoio ao projeto à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Um dos principais líderes sindicais no Estado, Oscarlino Alves, asseverou respaldo ao prefeito, pontuando críticas ao Governo do Estado – em relação, segundo ele, à política de conduções das tratativas de direitos dos servidores públicos.

Nesse contexto, temas como a Reforma da Previdência foram lembrados – com ponderações contrárias à gestão estadual.

Oscarlino Alves citou as gestões do ex-governador Pedro Taques e a atual, como “severas” com os servidores públicos.

Confira alguns tópicos do discurso do prefeito Emanuel Pinheiro:

“Postura imperialista, ele quer tomar movido pelo ódio, a prefeitura de Cuiabá”.

“Nas urnas temos que dar um basta sobre a união de Mauro Mendes, Roberto França e Abílio para tomar a prefeitura”.

“Fazendo falsas promessas, e depois deram as costas aos servidores – liquidando direitos sagrados dos servidores públicos”.

“Precisamos dar uma resposta a esse modelo, e aqui em nome do presidente do Fórum Sindical, de dar um não a esses gestores, que escondendo a sua incompetência, jogam a cortina de fumaça sobre os servidores – jogando a sociedade contra os servidores”.

“Devemos construir pontes entre serviço público e sociedade e não construindo paredes”.

“Esse compromisso que assumi em 2016 e estou pronto para discutir com as categorias, e avançar no serviço público. E foi exatamente o que eu fiz”.

“Quero o servidor ao meu lado, respeitado, valorizado, porque a sociedade precisa dele – transformando a cidade mais moderna e melhor para se viver”.

Reforma Administrativa no Congresso:

“Vocês contem com meu filho, Emanuelzinho – tenho articulação direta com senador Wellington Fagundes, e Carlos Fávaro, como o senador Jayme Campos, o deputado federal Neri Geller. Temos projeção e força política para ajudar nisso, e estamos prontos para fazer a agenda”.

“Temos poucos dias, mas vamos à luta. Não podemos permitir a intolerância, candidaturas fundamentalistas, contra os servidores”.

“A luta é muito grande, a bandeira do servidores precisa da atuação. Vamos à luta, porque no próximo dia 29 vamos arrebentar a boca do balão – contra os que perseguem e humilham os servidores públicos do Estado”.

“Hoje às 19h – faremos uma reunião do ‘exército 15’ – no Hotel Fazenda Mato Grosso – para fortalecer a arrancada para a vitória”.

Fonte: Foco Cidade


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Deixe um comentário