Foto: Ronaldo Mazza

CPI da Previdência ouve pela segunda vez o presidente do MT Prev

Da Redação

A 12ª reunião ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) ouvirá novamente, na tarde de quinta-feira (13), o presidente do MT Prev, Elliton Oliveira de Souza.

O deputado João Batista, que preside os trabalhos da CPI, afirmou que a equipe técnica segue um cronograma de atividades, porém entende que é necessário ouvir novamente Elliton, tendo em vista o volume de informações que o MT Prev possui e pode contribuir com as investigações.

“Estamos seguindo as metas definidas desde o período de criação do Ipemat, passando depois para o MT Prev e, em cada um desses períodos, observamos que existe alguma legislação que foi muito permissível, com alguns procedimentos realizados. Houve erros que acabaram prejudicando a gestão do plano. Agora restou um déficit que o governo pretende cobrar novamente do servidor”, lembrou o parlamentar.

Durante sua última oitiva, Elliton destacou a importância dos trabalhos da CPI e colocou toda a equipe do MT Prev à disposição da comissão para questionamentos necessários.

“Desde a primeira participação minha na CPI, frisei a importância da comissão em evidenciar situações obscuras do passado da Previdência. Coloco minha equipe à disposição dos deputados para o que for necessário na colaboração de fatos. Atendemos todos os pedidos que foram feitos e encaminhamos documentos, pois o que a CPI conseguir identificar e trazer de volta vai ser bom para a Previdência”, assegurou Souza.

Sobre os documentos recuperados até o momento, o deputado João Batista informou que a equipe técnica da CPI está tendo dificuldades para resgatar a documentação antiga. “Encontramos muitas dificuldades no caminho para concluir os trabalhos, mas acredito que temos material suficiente para comprovar que realmente havia um déficit”, ponderou.

João Batista disse ainda que a CPI vai encaminhar todas as irregularidades para o Ministério Público tomar as providências e punir os responsáveis. “Após a conclusão dos trabalhos, pretendemos responsabilizar quem for de direito”, finalizou o deputado.

Fonte: Assessoria


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Deixe um comentário